sábado, 21 de julho de 2012


EXALTAR O HOMEM É SUBSTITUIR A CRISTO
I Coríntios 1.10-17

(O tema para esta mensagem eu tomo emprestado de R. N. Champlim, em O Novo Testamento Interpretado Versículo por Versículo, volume 4, décima reimpressão, São Paulo, editora Candeia, 1998.)

No estudo anterior, desta primeira carta aos coríntios, vimos sobre o fato de que a igreja de Deus deve viver em santidade. Vimos que a igreja é de Deus, que ela é composta de “santificados em Cristo Jesus, que ela é enriquecida “em Cristo Jesus” com uma riqueza muito mais espiritual que material e que Deus deseja que sua igreja seja irrepreensível.

No presente estudo vamos ver, olhando para a igreja de Corinto, que quando o homem é demasiado exaltado, Cristo está sendo substituído. Isso pode acontecer numa igreja como um todo, bem como na vida de uma pessoa em particular.

Na igreja de Corinto, na vida de muitos daquela igreja, Cristo estava sendo substituído por homens, partidos estavam sendo criados e estava havendo muita discórdia e divisão interna. Paulo então intervém, apontando o erro, mostrando que Cristo não deve ser substituído por ninguém e apelando para que aqueles crentes sejam unidos em um mesmo sentido e em um mesmo parecer.

I. OS PARTIDOS EXISTENTES“Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloe que há contendas entre vós. Quero dizer, com isso, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu, de Apolo, e eu, de Cefas, e eu, de Cristo.” (1 Coríntios 1:11-12 RC)

Uma das coisas mais tristes que podem acontecer dentro de uma igreja é o surgimento de um espírito faccioso. Esse espírito gera disputas entre os crentes. A Bíblia aponta esse erro como sendo uma das obras da carne.

Paulo ficou sabendo que esse tipo de coisa estava acontecendo na igreja de Corinto, e ficou sabendo também que isso estava levando à formação de partidos dentro da igreja, dividindo-a internamente em várias facções. Surgiu lá o partido de Paulo, o de Apolo, o de Cefas e o de Cristo. Paulo, Apolo, Cefas e Cristo nada tinham a ver com isso; não foram eles quem criaram os partidos e nem desejaram que isso fosse feito, e nem gostaram disso.

O que levou aqueles crentes a se dividirem internamente em “seguidores de Paulo”, “seguidores de Apolo” e “seguidores de Cefas”?

Paulo fora o fundador da igreja cristã em Corinto. Portanto, seu nome ali era reverenciado. ... [mas] em seu zelo em favor de Paulo, obscureceram o nome de Cristo. 

Cefas... quem era Cefas? Cefas era Pedro! Pedro visitou a igreja de Corinto, e, certamente, alguns crentes dali, talvez judeus, sentiram uma certa afinidade por ele.

Apolo,judeu de Alexandria,pouco falado na bíblia,mas companheiro e parceiro de Paulo,ensinador de JESUS CRISTO.

Além dessas coisas, cada um desses três líderes devem ter obtido conversões em Corinto, e os seus convertidos tendiam naturalmente por alinhar-se a eles. (CHAMPLIN, R. N. – O Novo Testamento Interpretado Versículo por Versículo, volume 4, décima reimpressão, São Paulo, editora Candeia, 1998)

E o que dizer do “partido de Cristo”? A princípio parece ser coisa boa pertencer a esse “partido”. Mas, se assim o é, por que Paulo incluiu esse em sua exortação? Se aquele “partido” era composto por pessoas que diziam ser de Cristo, simplesmente por orgulho, pessoas que negavam completamente a autoridade de Paulo, Apolo e Pedro, ou qualquer outro vulto cristão, e que reinvidicavam receber revelações diretamente da parte de Cristo, julgando-se assim os “mais elevados”, então não era algo muito bom.

Existe o problema do partidarismo na igreja hoje? Certamente que sim. O denominacionalismo não é uma espécie de partidarismo? Talvez até possa haver as denominações sem haver o partidarismo, mas o fato é que ele existe, por causa da dureza dos nossos corações. 

Também existem hoje aqueles que abrem a boca para dizer que é cristão, apenas cristão, mas, em muitos casos, não sabem nem o que significa ser cristão, e tal declaração nada mais é do que a manifestação de um espírito faccioso, uma vez que vem acompanhada de repúdio por quem quer que seja que se diga batista, presbiteriano, assembleiano, ou outra coisa qualquer.

Podemos ser batistas, mas antes de sermos batistas temos que ser de Cristo e entender que irmãos de outras igrejas também são de Cristo e são nossos irmãos e devemos respeitá-los e amá-los e procurar viver em comunhão com eles (ainda que não em uma relação ecumênica). Quando Cristo apresentar ao Pai a sua igreja ele vai apresentar uma e não várias igrejas. Notem também que ele vai apresentar a SUA igreja.

II. UM APELO À CONCÓRDIA“Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa e que não haja entre vós dissensões; antes, sejais unidos, em um mesmo sentido e em um mesmo parecer.” (1 Coríntios 1:10 RC)

“Rogo-vos, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vós divisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer.” (1 Coríntios 1:10 RA)

“Irmãos e irmãs, peço, pela autoridade do nosso Senhor Jesus Cristo, que vocês estejam de acordo no que dizem e que não haja divisões entre vocês. Sejam completamente unidos num só pensamento e numa só intenção.” (1 Coríntios 1:10 BLH)

Poderíamos também dar a esse tópico o título de “Um Apelo à Restauração a uma Condição Correta”. A condição correta para uma igreja é ela ser unida em um mesmo sentido, ter uma mesma disposição mental, e ser unida em um mesmo parecer. A igreja de Corinto estava longe disso, e por isso ela precisava ser restaurada a essa condição correta.

Como eles fariam isso? Deixariam de ser simpáticos a Paulo, Apolo ou Pedro? Passariam eles agora a repudiar o ensino destes homens de Deus? É óbvio que não, mas eles não poderiam colocar um deles em um pedestal e repudiar os demais. Foi por isso que aconteceu o que aconteceu. 

O mesmo se dá hoje. Se colocamos Calvino, ou um outro vulto cristão qualquer em um pedestal e repudiamos os outros juntamente com quem se simpatiza com seus ensinamentos, vamos ficar mais divididos do que já estamos, ainda que as diferenças não sejam tão importantes. E também uma coisa é combater um determinado ensinamento, tentar trazer à razão pessoas que estão seguindo um ensino errado, e outra coisa é condenar as pessoas junto com os ensinamentos. Paulo apela à concórdia e é em concórdia que a igreja deve caminhar. 

Vejamos um exemplo do pensamento de Paulo: 

“Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas. Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes. O que come não despreze o que não come; e o que não come não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu. Quem és tu que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai; mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar. Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em seu próprio ânimo. Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz. O que come para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come para o Senhor não come e dá graças a Deus.” (Romanos 14:1-6 RC)

III. QUANDO HOMENS SÃO EXALTADOS, À MANEIRA DA IGREJA DE CORINTO, CRISTO É SUBSTITUÍDO.“Está Cristo dividido? Foi Paulo crucificado por vós? Ou fostes vós batizados em nome de Paulo?” (1 Coríntios 1:13 RC)

Paulo, agora, coloca os crentes de Corinto contra a parede. Está Cristo dividido? Será isso possível? Será que o Jesus que orou “Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós.” (João 17:11 RC) agora se renderia diante da grandeza do problema e se permitiria dividir? É óbvio que não! 

Foi Paulo crucificado por vós? Fostes batizados em nome de Paulo? Todas essas perguntas só têm uma resposta: NÃO! E, sendo assim, Cristo estava sendo substituído por homens.

Concluindo…... Cuidemo-nos, amados, para não cairmos nesse erro de valorizarmos demais algumas pessoas, vultos, ao ponto de os colocarmos no lugar que pertence a Cristo.



Pr. Walmir Vigo Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa seu comentário...Obrigado...