domingo, 10 de abril de 2011

Alegria no Sofrimento.


Alegria no sofrimento .


                                                  
Escrevendo suas recomendações finais aos filipenses, Paulo conclama: “Regozijai-vos sempre no Senhor...” (Filipenses 4:4).

“Pensando bem”, dizem alguns crentes, “não há muita coisa neste mundo para alegrar a gente”. Na realidade, vivendo em um mundo que, sistematicamente, só nos traz tribulações, sentir alegria não revelaria uma certa imaturidade ou insensibilidade? 

Entretanto, mesmo vivendo intensamente as conseqüências da maldade de um mundo que não gosta do Senhor, o apóstolo insiste em que devemos regozijar. O verbo usado por Paulo não é um simples “ficar alegre”. Regozijar é uma qualidade de alegria consciente, voluntária, com pleno conhecimento de causa. Em outras palavras, como crentes, mesmo sendo alvo das tribulações do mundo, nossa estrutura espiritual deve ser construída de tal maneira que descubramos, NO SENHOR, razões suficientes para profunda alegria. É lógico que o segredo está exatamente nisso: NO SENHOR, na comunhão com Ele, ultrapassamos as superficialidades do mundo e, trabalhados pelo Espírito, conseguimos sempre regozijar-nos.
                                                          Alegria no sofrimento.
                                                              John MacArthur.

2 comentários:

  1. Obrigado por seguir meu humilde blog e pelo texto, muito esclarecedor,já vi muitos 'pregadores'ensinando de maneira errada, em nós mesmos não temos muitas alegrias , só no SENHOR ou através Dele é que temos motivos para nos alegrarmos.
    Seu conservo, Iveraldo Pereira.

    ResponderExcluir
  2. REALMENTE A VERDADEIRA E LEGÍTIMA ALEGRIA SÓ NO SENHOR, SÓ COM O SENHOR.

    ResponderExcluir

deixa seu comentário...Obrigado...