sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

jesusliberta: cachola cristã....

jesusliberta: cachola cristã....: "Declaração de fé Reafirmo a Escritura inerrante como fonte única de revelação divina escrita, única para constranger a consciência. A Bíblia..."

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

jesusliberta: Porque nos reunimos somente ao nome de JESUS?

jesusliberta: Porque nos reunimos somente ao nome de JESUS?: "Parte 1 - Charles Stanley Esta é uma pergunta feita com freqüência àqueles que se reúnem ao nome do Senhor Jesus. Muitos têm expressado o d..."

jesusliberta: O Que a Bíblia diz sobre o ESPÍRITO SANTO?

jesusliberta: O Que a Bíblia diz sobre o ESPÍRITO SANTO?: "O Espírito Santo é a fonte da verdade. A Bíblia diz em João 14:16-17 �E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique c..."

jesusliberta: jesusliberta: TESTEMUNHO DE LIBERTAÇÃO / JOSE ROBE...

jesusliberta: jesusliberta: TESTEMUNHO DE LIBERTAÇÃO / JOSE ROBE...: "jesusliberta: TESTEMUNHO DE LIBERTAÇÃO / JOSE ROBERTO DE MORAES ...: 'TESTEMUNHO DE FÉ A Paz do SENHOR JESUS a todos os irmãos, que essa p..."

jesusliberta: Teologia da prosperidade por John Piper....

jesusliberta: Teologia da prosperidade por John Piper....: "DOMINGO, 29 DE JUNHO DE 2008 Teologia da prosperidade por John Piper Há um vídeo rolando no Youtube e eu gostaria de compartilhar com quem a..."

jesusliberta: #10 Filho ou hipócrita? Evangelho de Mateus 6:1-9

jesusliberta: #10 Filho ou hipócrita? Evangelho de Mateus 6:1-9

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

"Ego" massageado.....

Ego massageado, sujeito "feliz"

Em minhas andanças virtuais, me deparei com a seguinte citação:

Coisas sem as quais não consigo viver:

Um Janeiro de Provisão...
Um Fevereiro de Restituição...
Um Março de Milagres...
Um Abril de Restauração...
Um Maio de Portas Abertas...
Um Junho de Vitórias Certas...
Um Julho de Maravilhas Incontáveis...
Um Agosto de Surpresas Inigualáveis...
Um Setembro de Muita Glória...
Um Outubro de Muita Vitória...
Um Novembro de Sonhos Realizados...
Um Dezembro de Desejos CONCRETIZADOS...

Uma verdadeira sessão de massagem ao ego. O "EU" é o centro de tudo. E a busca é por uma "felicidade" e prosperidade terrena, representada aí pelo desejo de provisão, restituição, milagres, portas sempre abertas, vitórias constantes, sonhos e desejos concretizados.

Sinceramente, não vejo Deus sendo glorificado aí. Pois o autor afirma que não consegue viver sem essas coisas.

Deus é mais glorificado quando estamos passando pelas piores tempestades na vida e confiamos nEle, reconhecendo que Sua graça nos basta.

9 E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.
10 Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.
(2 Coríntios 12: 9-10)

Dessa forma, não mais o ego é massageado, mas a nossa alma é confortada pelo Espírito Santo. E a verdadeira felicidade, em Cristo, é alcançada, e essa durará para sempre.

"Porém alegrem-se todos os que confiam em ti; exultem eternamente, porquanto tu os defendes; e em ti se gloriem os que amam o teu nome." (Salmos 5:11)

cachola cristã....

Declaração de fé
Reafirmo a Escritura inerrante como fonte única de revelação divina escrita, única para constranger a consciência. A Bíblia sozinha ensina tudo o que é necessário para nossa salvação do pecado, e é o padrão pelo qual todo comportamento cristão deve ser avaliado. Nego que qualquer credo, concílio ou indivíduo possa constranger a conciência de um crente, que o Espírito Santo fale independentemente de, ou contrariando, o que está exposto na bíblia, ou que a experiência pessoal possa ser veículo de revelação.

Reafirmo que nossa salvação é realizada pela obra mediatória do Cristo Jesus. Sua vida sem pecado e sua expiação por si só são suficientes para nossa justificação e reconciliação com o Pai. Nego que o Evangelho esteja sendo pregado se a obra substitutiva não estiver sendo declarada e a fé em Cristo e sua obra não estiver sendo invocada.

Reafirmo que na salvação somos resgatados da ira de Deus unicamente pela sua graça. A obra sobrenatural do Espírito Santo é que nos leva a Cristo, libertando-nos da nossa servidão ao pecado e erguendo-nos da morte espiritual à vida espiritual. Nego que a salvação seja em qualquer sentido obra humana. Os métodos, técnicos ou estrategias humanas por si só não podem realizar essa transformação. A fé não é produzida pela nossa natureza não-regenerada.

Reafirmo que a justificação é somente pela graça, somente por intermédio da fé e somente por causa de Cristo. Na justificação a retidão de cristo nos é imputado como único meio possível de satisfazer a perfeita justiça de Deus. Negamos que a justificação se baseie em qualquer mérito que em nós possa ser achado, ou com base numa infusão da justiça de Cristo em nós, ou que uma instituição que reivindique ser igreja mas negue ou condene o princípio da sola fide possa ser reconhecida como igreja legitima.

Reafirmo que, como a salvação é de Deus e realizada por Deus, ela é para a glória de Deus e devemos glorificá-lo sempre. Devemos viver nossa vida inteira perante a face de Deus, sob a autoridade de Deus, e para sua glória somente. Nego que possamos apropriadamente glorificar a Deus se nosso culto for confundido com entreterimento, se negligenciarmos o evangelho em nossa pregação, ou se permitimos que o afeiçoamento prório, a auto estima,e a auto realização se tornem opções alternativas para o evangelho.http://cacholacrista.blogspot.com/p/declaracao-de-fe.html

Teologia da prosperidade por John Piper....

DOMINGO, 29 DE JUNHO DE 2008
Teologia da prosperidade por John Piper
Há um vídeo rolando no Youtube e eu gostaria de compartilhar com quem ainda não viu.

Quem fala é John Stephen Piper, Pastor da Igreja Batista Bethlehem, em Minneapolis, Minnesota, Estados Unidos.

Não vou comentar nada sobre o que ele falou, vou apenas postar o vídeo e transcrever logo abaixo tudo que ele disse. Deixo que cada um reflita por si só, afinal, Deus nos deu sabedoria para ser usada.

Eu não sei o que você sente em relação à Teologia da Prosperidade, mas eu vou dizer o que eu sinto:
http://www.youtube.com/watch?v=zdvXqO7aBBo
NOJO!!!

Isso não é o Evangelho. E está sendo exportada deste país (EUA) para a Ásia e a África, vendendo um cardápio de benefícios aos mais pobres dos pobres.

Eles dizem: "creia nessa mensagem e seus porcos não irão morrer, e sua esposa não terá abortos, e você terá anéis em seus dedos e casacos nas suas costas".

Isto está saindo da América.

Pessoas as quais nós deveríamos dar nosso dinheiro, nosso tempo e nossas vidas, invés de vender a eles um monte de esterco que eles insistem em chamar "evangelho". E esta é a razão pela qual a Teologia da Prosperidade é tão horrenda.

Qual foi a última vez na qual um americano, um africano ou um asiático jamais disse que Jesus é totalmente satisfatório por causa da BMW que possuía?

Nunca.

Eles dirão: "foi Jesus quem te deu isso? Eu aceito esse Jesus!"

Isso é IDOLATRIA. Isso não é o Evangelho. Isso é colocar os dons acima de quem deu os dons.

Eu vou te dizer o que faz Jesus parecer lindo.

É quando você bate seu carro e sua filhinha voa através do pára-brisas... e cai morta na rua... e você diz, em meio à mais profunda dor possível:

"Deus me é suficiente. Ele é bom, Ele cuidará de nós, Ele irá nos satisfazer, Ele nos fará passar por isso. Ele é nosso TESOURO. A quem tenho eu no céu além de Ti? E na terra, não há nada que eu deseje mais que a Ti. Minha carne e meu coração e minha filhinha desfalecem, mas Tu és a força do meu coração, e a minha porção para sempre."

Isso faz Deus parecer Glorioso. Como Deus. Não como alguém que dá carros, segurança ou saúde.

Ó, como eu oro para que Birmingham (Reino Unido) seja liberta de Teologias que enfatizam a saúde, a riqueza, a prosperidade; que a América seja liberta. E que a Igreja de Cristã seja conhecida por SOFRER por Cristo.

Deus é mais glorificado em você quando você está mais satisfeito nEle em meio à dor e pobreza, e não em meio à prosperidade. ASS; JOHN PIPER