terça-feira, 14 de setembro de 2010

A ceia do Senhor seria simbolica?

A ceia do Senhor seria apenas simbolica?

Depois de ler o que escrevi sobre o lava-pés como uma lição que o Senhor deu aos discípulos, e não efetivamente uma ordenança para ser repetida pelos cristãos, você colocou uma pergunta interessante: Se o lava-pés é apenas simbólico, por que a ceia também não é? Por que precisamos repetir o ato de comer o pão e beber o vinho? Não seria apenas uma lição para nos ensinar algo?

Sua pergunta procede. Na verdade, o lava-pés foi claramente dado com um segundo significado, pois o Senhor mesmo explica isso na passagem. Porém a ceia foi dada como um memorial, algo para ser repetido até ele voltar, e isso inclui o pão e o vinho. São estes os símbolos, e não o ato de celebrar a ceia, que é um memorial. No lava-pés o símbolo ou ensino implicado ali estava no ato de lavar os pés. Na ceia os símbolos são o pão e o vinho, são coisas físicas.

Mas a ceia instituída por Jesus não é a mesma que os cristãos celebram. Aquela estava conectada à páscoa dos judeus e foi dada aos apóstolos, que naquele momento eram judeus, não igreja, ligados às ordenanças dadas a Israel e não possuíam o Espírito Santo habitando em si, algo que só receberiam no dia de Pentecostes em Atos 2.

A ceia que foi dada aos cristãos celebrarem foi a que Paulo recebeu por revelação direta de Cristo e passou em 1 Coríntios 11. Ali estão instruções claras, inclusive para não confundirmos achando que seria apenas uma lição, pois em Corinto estavam cometendo exageros no sentido de comer e beber demais, o que implica que a celebração é uma ação real de comer do pão e beber do vinho.

Mas, ao mesmo tempo em que insisto que o ato de celebrar a ceia deve ser uma prática real, e não apenas um símbolo ou um ensino conceitual, insisto também que o pão e o vinho são apenas símbolos, e não sofrem qualquer alteração física na celebração da ceia, como acreditam alguns que professam a transubstanciação.

O pão e o vinho estão para o corpo e o sangue de Jesus na cruz como o pedaço de papel que chamamos de fotografia está para a pessoa real representada ali. É apenas um papel com uma imagem que representa a pessoa real, não a pessoa real. A reverência é dada à Pessoa de Jesus e ao que ele fez na cruz, e não ao pão e o vinho, pois reverenciar esses objetos como tendo algo de divino seria idolatria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa seu comentário...Obrigado...